Mercado de Seguros no Brasil 2024

Tudo o que você precisa saber sobre o Mercado de Seguros no Brasil em 2024. Confira as tendências e oportunidades do setor que cresce quase 2 dígitos ao ano.

Fiz um compilado daquilo que eu estou lendo, estudando e aplicando na minha própria corretora de seguros. Eu vou ainda mais longe, trata-se de um desenvolvimento da minha carreira profissional em um mercado que está super aquecido e há anos tem um potencial enorme de crescimento.

No meio de muita incerteza política e econômica seja externa ou interna, o setor de seguros no Brasil é um dos poucos que hoje fazem os olhos de investidores e de todo o mercado brilhar. E você meu caro colega corretor, faz parte desse mercado, e tem uma grande responsabilidade com a distribuição neste setor.

Somos nós corretores de seguros que fazem a coisa acontecer por aqui! Mas é bom saber que não estamos sozinhos no mercado.

Performance do Mercado de Seguros em 2023

Costumo acompanhar e recomendar o Painel de Inteligência do Mercado de Seguros e também as publicações da CNseg para entender a performance do mercado de seguros de forma detalhada, desde o resultado de cada ramo até o retorno à sociedade com indenizações.

Para que você possa compreender melhor a perspectiva de crescimento para 2024 e, obviamente não tenha que sair daqui do blog, trago em detalhes os números para você.

Quanto o mercado de seguros cresceu?

Em termos de arrecadação, em 2023, o setor de seguros alcançou R$ 387,9 bilhões em prêmios de seguros, contribuições em previdência privada e faturamento de capitalização, representando um crescimento de 9,0% sobre 2022.

O número, que não considera o DPVAT e o setor de saúde suplementar, ficou acima dos 8,2% de crescimento estimados pela CNseg em dezembro de 2023.

Por RamoVolumeCrescimento sobre 2022
Danos e ResponsabilidadesR$ 125,1 bilhões10,4%
PessoasR$ 62 bilhões8%
Previdência PrivadaR$ 167,1 bilhões9,2%
Títulos de CapitalizaçãoR$ 30 bilhões5,6%

A Previdência Privada foi responsável por 44% do crescimento acumulado do setor de seguros.

Qual a participação do setor de seguros no PIB?

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2023 foi de R$ 10,9 trilhões. Segundo os dados divulgados pelo IBGE, o PIB cresceu 2,9% frente a 2022. Houve crescimentos na Agropecuária (15,1%), na Indústria (1,6%) e em Serviços (2,4%).

Mas e no mercado de seguros, qual a performance?

O setor de seguros está dentro da categoria Serviços, e nesta todas as atividades apresentaram crescimento: Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (6,6%).

Qual a projeção do mercado para os próximos anos?

É evidente que o mercado de seguros está em expansão e com um visão otimista desde seguradoras, à corretores e as instituições. Em um evento da CNN Talks alguns players do mercado acreditam que teremos uma participação de 10% do PIB nacional até 2030.

É uma meta ousada e ousando ainda mais, a depender do cenário econômico, acredito que podemos bater esta metas antes de 2030.

Como em qualquer outra meta, precisamos quebrar esta em pequenas partes para que seja possível determinar o que precisa ser feito.

Sendo assim, vamos falar ano após ano e começar com 2024?

Oportunidades de Negócios em 2024

Toda empresa que precisa de internet para operar, que são quase todas hoje em dia, precisa conhecer o seguro contra Riscos Cibernéticos.

Seguro Cyber ou Riscos Cibernéticos

Esse produto é um tipo de responsabilidade civil que oferece proteção ao segurado contra danos diretos sofridos por ataques cibernéticos que geram perdas materiais, imateriais e de conteúdo informacional ou geram ressarcimento contra reclamações de terceiros por violação da privacidade, uso indevido de informações ou violação de direitos de propriedade intelectual.

Pode também oferecer cobertura para danos à imagem e à reputação da empresa, como também, para danos relacionados à interrupção da atividade do segurado.

E sabe por qual motivo é visto como oportunidade? Porque poucos corretores são especialistas no produto e as empresas estão procurando por esta proteção.

Em 2023, a demanda por esse tipo de seguro foi 17,1% maior que em 2022, com mais de R$ 203,3 milhões arrecadados. Em abril de 2023, foi registrado um recorde em prêmios, com um volume de R$ 24,6 milhões, 105,8% a mais que no mesmo mês em 2022.

Quase seis em cada dez empresas brasileiras sofreram ataques ou incidentes cibernéticos que impediram o acesso aos seus dados em 2023, de acordo com o Índice Global de Proteção de Dados (GDPI).

Crescimento do mercado

Ainda falando sobre as oportunidades é nítido para quem está atuando no mercado o otimismo do seu potencial de crescimento:

  • Potencial de expansão do mercado de seguros no Brasil.
  • Aumento da penetração de seguros em diferentes segmentos da população.

Novos nichos de mercado

Oportunidades para explorar novos nichos de mercado e que apesar de já existirem ainda possuem números tímidos, como os seguros para startups, cyberseguros e seguros para pets.

Inovação

Possibilidade de desenvolver produtos e serviços inovadores que atendam às necessidades dos clientes.

Tendências para o mercado de seguros em 2024

O setor de seguros, tradicionalmente visto como conservador, está passando por uma revolução, graças à adoção de tecnologias emergentes.

Aqui vamos explorar um pouco sobre como a inteligência artificial, blockchain e big data estão remodelando o setor, trazendo eficiência, personalização e sustentabilidade para o centro das operações.

Uso de Inteligência Artificial, Blockchain e Big Data para Otimizar Processos e Personalizar Ofertas

A integração da inteligência artificial (IA) no setor de seguros promete uma revolução na personalização de ofertas e otimização de processos. A IA permite a análise profunda de grandes volumes de dados (big data), identificando padrões que humanos não conseguiriam, para oferecer produtos que atendam às necessidades específicas de cada cliente.

Além disso, a tecnologia blockchain está transformando a maneira como as informações são compartilhadas entre as partes interessadas, garantindo transparência e segurança sem precedentes nas transações.

Desenvolvimento de Seguros Paramétricos e Baseados em Uso

Os seguros paramétricos, que realizam pagamentos automáticos com base na ocorrência de um evento pré-definido, e os seguros baseados em uso, que ajustam as tarifas conforme o comportamento do usuário, são exemplos claros de como a tecnologia está criando produtos mais justos e adaptáveis.

Estas inovações representam uma ruptura com os modelos tradicionais, oferecendo coberturas mais flexíveis e alinhadas às reais necessidades dos clientes.

Crescimento dos Seguros Digitais e Plataformas Online

A digitalização do setor de seguros não é mais uma tendência, mas uma realidade. As plataformas online estão tornando a contratação de seguros mais acessível, com processos simplificados que podem ser concluídos em poucos cliques.

Estar presentes nas redes sociais aplicando as estratégias de Marketing Digital é crucial para a distribuição destes seguros e para o posicionamento da sua corretora como especialista.

Este movimento rumo ao digital facilita a comparação de ofertas e a personalização de planos, além de promover uma maior inclusão financeira.

Personalização: A Chave para a Fidelização do Cliente

A era da personalização em massa chegou ao setor de seguros.

Utilizando dados coletados de diversas fontes, as seguradoras agora podem oferecer produtos que se adaptam às necessidades individuais de cada cliente, não apenas em termos de cobertura, mas também em precificação.

Esta abordagem centrada no cliente ajuda na fidelização e na construção de um relacionamento de longo prazo.

Sustentabilidade: Um Valor Crescente no Setor de Seguros

A sustentabilidade deixou de ser uma opção para se tornar uma necessidade no setor de seguros. A demanda por produtos que considerem critérios sociais, ambientais e de governança (ESG) está em ascensão.

Investir em produtos e serviços sustentáveis não é apenas uma questão de responsabilidade social corporativa, mas uma estratégia que se alinha às expectativas dos consumidores e contribui para a mitigação de riscos a longo prazo.

Novos Modelos de Negócios: Insurtechs e Parcerias Estratégicas

O surgimento de insurtechs está desafiando o status quo do setor de seguros, introduzindo novos modelos de negócios baseados em tecnologia.

Essas startups estão na vanguarda da inovação, oferecendo soluções que vão desde a contratação de seguros totalmente digitais até a utilização de dispositivos IoT para monitoramento de riscos em tempo real.

Além disso, as parcerias estratégicas entre seguradoras tradicionais e empresas de diferentes setores estão criando ecossistemas de serviços integrados, oferecendo ao cliente uma solução completa que vai além do seguro tradicional.

Principais desafios para o Corretor de Seguros

Por mais que estejamos de alguma forma “ameaçados” segundo os profetas do apocalipse de profissões, o mercado precisa de nós, pois temos as habilidades de vendas, atendimento, gestão e conhecimento profundo do consumidor brasileiro.

A propósito essa questão de “profissão ameaçada” não é por causa do boom da Inteligência Artificial, aliás ela não é novidade e independente disso precisamos evoluir junto com o mercado e com a novas tecnologias, utilizando elas à nosso favor.

Sabendo da nossa capacidade é necessário se adaptar as mudanças para encarar alguns desafios.

  • Adaptação às novas tecnologias:
    • Necessidade de investir em tecnologia e capacitação dos profissionais.
    • Desafios de segurança cibernética e proteção de dados.
  • Competitividade:
    • Aumento da competitividade com a entrada de novos players.
    • Necessidade de diferenciação e foco no valor para o cliente.
  • Regulamentação:
    • Mudanças regulatórias que podem impactar o mercado.
    • Necessidade de adaptação às novas regras e normas.

É ÓBVIO que temos muito o que aprender ainda, em um mercado cheio de oportunidades como o nosso não podia ser diferente, mas deixa eu te contar uma coisa, os outros setores e profissionais da área também precisam.

O importante é fazer, e bem feito, a nossa parte!

Sobre o Autor

Danilo Silva
Danilo Silva

Corretor de Seguros, desde 2010 atua no mercado de seguros, apaixonado por vendas e marketing digital (especialmente o SEO). Bacharel em Ciência da Computação e Professor no curso de Aceleração Digital Para Corretores de Seguros na ENS (Escola de Negócios e Seguros).

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.