Corretor de Seguros do Futuro: Dominando a Inteligência Artificial

A introdução da Inteligência Artificial nos negócios, especialmente no mercado de seguros não é apenas uma promessa futurista, é uma realidade transformadora que está redefinindo a eficiência e a personalização do atendimento ao cliente.

Este artigo é um convite para você, corretor de seguros, explorar o potencial das IAs como o ChatGPT e Gemini (a IA do Google), e descobrir como essas ferramentas podem aprimorar sua prática profissional, otimizar seu tempo e elevar a qualidade dos seus serviços.

Prepare-se para uma jornada inspiradora rumo ao sucesso, onde a tecnologia é a sua aliada mais valiosa.

Por dentro do assunto Inteligência Artificial

A IA não é uma novidade; ela tem suas raízes no desejo humano de replicar nossa própria inteligência. Desde os primeiros passos no meio acadêmico, o objetivo era claro: fazer com que as máquinas exibissem comportamentos que nos são naturais.

As IAs generativas, como o ChatGPT, representam uma evolução significativa, capazes de criar conteúdo novo e relevante, indo além de simplesmente reproduzir informações inseridas.

Confira a linha do tempo da história da Inteligência Artificial (em inglês), veja que em 1966 já existia o chatbot Eliza, que abriu o caminho para os chatbots de hoje.

A Revolução das IAs Generativas

O grande salto das IAs veio com o desenvolvimento das generativas. Elas não apenas processam dados, mas também aprendem e criam, oferecendo soluções inéditas a cada interação.

Para corretores de seguros, isso significa ter à disposição ferramentas que podem gerar textos, responder perguntas e até mesmo auxiliar na tomada de decisões com base em um aprendizado contínuo e aprimorado.

Preparando a Mente para a Inovação

Assim como um computador precisa ser formatado para receber um novo sistema operacional, os profissionais de seguros devem preparar suas mentes para a adoção de IAs.

Isso envolve abrir espaço para novas formas de trabalhar, desapegando-se de velhos hábitos e abraçando novas eficiências.

Não dá pra negar os benefícios da utilização da IA nos negócios. Muitos estudos já foram realizados, basta seguir uma hashtag em sua rede social preferida ou “dar um Google” que você poderá encontrá-los por aí, comparando o antes e o depois da sua implementação.

É importante saber também que não devemos substitui pessoas por Inteligência Artificial, mas sim capacitá-las para que elas possam utilizar uma ferramenta, como o ChatGPT, para entregar melhores resultados.

Sério, você terá maior eficiência na criação de conteúdos, análise de dados em PDFs, planilhas e uma série de outros formatos de dados, como gráficos, códigos e etc. Para mim, o maior benefício de todos é a possibilidade que a ferramenta tem de nos ajudar a pensar.

É isso mesmo, você não precisa delegar toda a sua capacidade de raciocinar e criar algo novo para uma IA generativa.

Aliás, ao fazer isso sim estará se colocando como alguém que pode ser facilmente substituído por um robô, já que você não quer se dar ao trabalho mínimo de pensar.

O que eu me refiro aqui é sobre usar o seu conhecimento como ponto de partida para aprimorar, criar, desenvolver coisas e porque não inovar. Use o ChatGPT, Gemini ou qualquer outra ferramenta de Inteligência Artificial como um super assistente pessoal.

Estas ferramentas serão muito úteis para que você alcance os teus objetivos pessoais e as suas metas de negócio ao entender como utilizá-las da maneira correta.

ChatGPT e Gemini: Qual é o Melhor?

O ChatGPT é um modelo de linguagem treinado para interagir de forma conversacional, tornando-se um assistente virtual poderoso.

Já o Gemini, o antigo (e recente) Bard, pode ser visto como uma extensão dessa capacidade, focado em tarefas específicas e adaptado para dados mais precisos e factuais.

Qual dos dois é melhor? A resposta é depende.

Depende para qual finalidade você pretende usar a ferramenta. Na maioria das vezes eu mesmo costumo utilizar o ChatGPT, mas para questões relacionadas a SEO, dados factuais e análise de mercado o Gemini tem sido a minha ferramenta preferida.

Por vezes utilizo o mesmo prompt em ambas ferramentas para avaliar qual delas me entregará o resultado mais satisfatório. Recomendo!

Melhores Práticas na IA Generativa

Para corretores de seguros, as IAs podem ser usadas para otimizar o atendimento ao cliente, automatizar tarefas repetitivas e fornecer insights valiosos sobre tendências de mercado.

Mas, eu particularmente não começaria a fazer nada sem antes entregar uma base para que a ferramenta tome conhecimento sobre com quem ela está lidando.

Estou falando de CONTEXTO.

Se você enviar uma instrução ruim e sem sentido o resultado será equivalente.

É interessante que antes de pedir algo para uma IA Generativa como o ChatGPT, você forneça informações prévias, assim ele terá uma noção ou um ponto de partida sobre exatamente aquilo que você deseja.

Você pode fazer isso ao expor as suas ideias, criar uma narrativa, dar exemplos entre outras formas de contexto antes de soltar o seu verbo imperativo (escreva, analise, desenhe, crie e etc).

Com isso em mente você estará mais preparado para enviar o seu prompt, que é basicamente o comando com as suas instruções para a ferramenta.

Como Aplicar a IA na Sua Corretora de Seguros

Agora que você já sabemos que o contexto é importante, veja como utilizar o ChatGPT para otimizar suas estratégias de vendas e comunicação.

Os prompts são divididos em categorias que refletem diferentes aspectos da atividade de corretagem de seguros. Vamos explorar essas categorias e os tipos de prompts que podem ser criados em cada uma delas:

Criação de Conteúdo e Estratégias Digitais:

  • Postagens em Mídias Sociais: Prompts para criar postagens que destacam os benefícios de produtos de seguros, tendências do setor e conteúdo voltado para públicos específicos.
  • E-mails Marketing: Desenvolvimento de e-mails personalizados e persuasivos que transmitem confiança e profissionalismo, além de apresentar as vantagens de diferentes tipos de seguros.
  • Artigos e Blogs: Elaboração de textos informativos sobre temas como as vantagens de seguros de saúde para a família e outros tipos de seguros.
  • Campanhas Publicitárias: Criação de roteiros para vídeos e planos de campanha em mídias sociais para promover seguros e prospectar leads.

Comunicação Profissional:

  • E-mails Personalizados: Construção de e-mails para situações específicas, como ajustes em apólices ou boas-vindas para novos clientes.
  • Mensagens de WhatsApp: Desenvolvimento de mensagens para informar clientes sobre mudanças em apólices ou para oferecer seguros de vida e outros produtos.

Estratégias de Vendas e Relacionamento:

  • Abordagem Comercial: Utilização de gatilhos mentais em anúncios de venda e conteúdo comercial para redes sociais.
  • Relacionamento com o Cliente: Criação de mensagens que estreitam o relacionamento e geram vendas, como saudações de e-mail para clientes VIP e respostas a dúvidas comuns.

Educação e Informação:

  • Simulações e Análises de Risco: Prompts para simular cenários e identificar riscos e vulnerabilidades, como em áreas propensas a inundações.
  • Listas de Dúvidas e Respostas: Elaboração de FAQs sobre tipos específicos de seguros, como consórcios.

Corretor Rumo ao Futuro

A jornada em direção ao futuro do mercado de seguros é empolgante e repleta de oportunidades.

Ao adotar e dominar as ferramentas de IA, como o ChatGPT e Gemini, corretores de seguros podem ampliar suas capacidades, oferecer serviços mais personalizados e, acima de tudo, manter-se à frente em um mercado competitivo.

Agora, reflita: como você pode transformar seu negócio hoje para colher os frutos da IA amanhã?

Sobre o Autor

Danilo Silva

Corretor de Seguros, desde 2010 atua no mercado de seguros, apaixonado por vendas e marketing digital (especialmente o SEO). Bacharel em Ciência da Computação e Professor no curso de Aceleração Digital Para Corretores de Seguros na ENS (Escola de Negócios e Seguros).

Sair da versão mobile